Blog

Permanecer no mercado requer uma busca incessante por eficiência, não importa o tamanho da marca. Por isso, a busca pela excelência deve passar por um rigoroso controle de qualidade, e a análise sensorial tem um papel importante nesse procedimento.

Com o aumento da competitividade entre as empresas, e novos nomes surgindo no mercado, várias marcas se viram obrigadas a otimizar seus produtos no intuito de gerar maior credibilidade e aceitabilidade.

O controle de qualidade é um processo muito importante para as empresas. Tendo em vista os consumidores cada vez mais exigentes, os padrões exigidos pelo mercado, as agências reguladoras e a legislação, é imprescindível que os produtos e até serviços de uma marca estejam sujeitos a avaliações constantes.

É fundamental que a prática do controle de qualidade esteja presente do desenvolvimento à comercialização de um produto.  Através da análise sensorial a probabilidade de se descobrir defeitos e falhas aumenta, facilitando a prevenção delas.

Vivemos na era da qualidade total, em que os consumidores modernos esperam um pouco mais de cada empresa. Com abordagem estratégica e a partir de técnicas específicas, a pesquisa sensorial auxiliará o empreendedor a manter a excelência do seu produto, visando a satisfação do cliente e a melhoria contínua.

Qualidade na gestão

A busca pela excelência não se restringe apenas aos produtos praticados pelas marcas. Uma gestão voltada para a melhoria da qualidade também envolve funcionários, processos internos e gestão também é essencial.

A Sensenova, por exemplo, exerce princípios de governança corporativa baseados em transparência, equidade, prestação de contas e responsabilidade corporativa. Por causa dessa constante busca pela excelência a Sensenova conta com uma aprovação de 90% de seus clientes. Além disso, vem acumulando grandes parceiros nacionais e internacionais.